Tuesday, December 06, 2005

Expansão


Consolidado no poder, Hitler pôde dedicar-se à consecução de seu sonho político: a expansão do Terceiro Reich pela Europa. Depois do plebiscito de união do Sarre à Alemanha, da anexação da Áustria e da ocupação da Tchecoslováquia, o ataque à Polônia provocou a declaração de guerra por parte do Reino Unido e da França.
A idéia das invasões sobre outros países se deu para que o povo alemão, considerado por eles superior, pudesse sobreviver e procriar em grande quantidade. Os países invadidos, para eles, encontravam-se nas mãos de povos racialmente inferiores, quase todos dominados por judeus.

Política racial


Acredita-se que Hitler obteve sua formação política através de revistas e panfletos racistas, social-darwinistas e anti-semitas, que circulavam abertamente na capital do multiracial Império Austro-húngaro.
A pedra angular de pensamento nacional-socialista é o racismo. Segundo sua concepção, todas as grandes conquistas culturais, científicas e civilizatórias da humanidade emergiram de um tio racialmente puro - o mitológico ariano. Modernamente, esses tipos puros seriam os alemães. Para o nazismo, por uma espécie de destino cruel, os alemães, estavam confinados num território, cercados de povos inferiores, como por exemplo, os judeus.

Nazismo


"Nazismo" ou o "Nacional Socialismo" designa a política da ditadura que governou a Alemanha de 1933 a 1945, o "Terceiro Reich". O nazismo é freqüentemente associado ao fascismo, embora os nazis dissessem praticar uma forma nacionalista e totalitária de socialismo (oposta ao socialismo internacional marxista). O partido foi fundado em 1919 por Anton Drexter. Sua organização política se estabeleceu através de distritos regionais, distritos municipais, com suas subdivisões em grupos locais, células e blocos, tendo organizações paramilitares paralelas ao partido, além de juventudes hitleristas, agrupações operárias, dos profissionais liberais, professores, juristas, etc.

Hitler


Adolf Hitler nasceu em 20 de abril de 1889 na localidade austríaca de Braunau am Inn. Em 1913 mudou-se para Munique, e um ano depois, quando eclodiu a primeira guerra mundial, alistou-se no exército alemão. Ferido duas vezes em combate, em 1916 e 1918, ganhou a Cruz de Ferro, importante condecoração militar. Terminada a guerra, continuou vinculado ao Exército e, em setembro de 1919, filiou-se ao Partido Alemão dos Trabalhadores, que, um ano depois, passou a chamar-se Partido Nacional-Socialista Alemão dos Trabalhadores, o partido nazista. Em julho de 1921, Hitler assumiu a chefia absoluta da organização, que se nutria de elementos de diferentes categorias sociais e ideologias, como veteranos de guerra, desempregados, anticomunistas e nacionalistas. Em 1929, a crise econômica internacional afetou gravemente a Alemanha e provocou um crescimento das organizações comunistas. A classe média e os grandes industriais, alarmados, começaram a apoiar, até mesmo financeiramente, os nazistas, que nas eleições de 1930 converteram-se na segunda força política do país, com mais de seis milhões de votos. As contínuas demissões de chanceleres (na Alemanha, cargo equivalente a primeiro-ministro) obrigaram o presidente Paul von Hindenburg a convocar novas eleições para julho de 1932. O partido de Hitler triunfou, com cerca de 14 milhões de votos. As ações terroristas recrudesceram e, em janeiro de 1933, Hindenburg nomeou Hitler chanceler. Em 2 de agosto de 1934 Hindenburg morreu, e Hitler nomeou-se presidente, comandante supremo das forças armadas e Führer do Terceiro Reich. Nos anos seguintes, seu governo perseguiu todos os grupos opositores, sobretudo os marxistas e os judeus. Criou uma poderosa polícia política, a Gestapo, e ordenou a construção de numerosos campos de concentração. Organizou, ao mesmo tempo, uma avançada indústria de guerra que converteu a Alemanha no país mais bem armado da Europa.
Início Recessão na Alemanha Nazismo Política racial Expansão

Recessão na Alemanha


A sociedade alemã viveu uma grande crise nos anos 20, devido a derrota na Primeira Guerra Mundial. O tratado de Versalhes, que impôs condições aos perdedores, ao invés de suprimir a possibilidade de uma nova guerra foi na verdade o início da Segunda Guerra Mundial.
As sanções impostas a Alemanha no tratado podem ser divididas em três tipos: as territoriais, as econômicas e as militares. Entre as territoriais constava a devolução de um território a França e também a entrega a Polônia de uma faixa de terra com acesso ao mar. Entre as econômicas estavam a entrega de usa frota mercante, suas rotas internacionais, além de meios de transporte, como caminhões e locomotivas. Sobre as sanções militares a Alemanha estava proibida de fabricar aviões de guerra, submarinos, encouraçados, além de não poder formar um exército de mias de cem mil homens.
Estas condições tornavam impossível o progresso do país. Em 1929, a crise econômica internacional afetou gravemente a Alemanha e provocou um crescimento das organizações comunistas. A classe média e os grandes industriais, alarmados, começaram a apoiar, até mesmo financeiramente, os nazistas. Antes disso, em 1923 a economia alemã já estava com uma alta inflação. O marco foi desvalorizado 162.200 vezes fazendo com que o dólar fosse cotado a milhões de marcos.

Início